Criptomoedas

Biscoint na Bitconf

Vai ter Biscoint na BITCONF! Conheça o principal evento presencial de bitcoin, criptomoedas e blockchain do Brasil e saiba por que o Biscoint estará presente!

Em sua 7ª edição, a BITCONF reúne milhares de adeptos, investidores e entusiastas das criptomoedas.

Serão dois dias de evento que proporcionarão networking entre empresas, contato entre potenciais clientes e prestadores de serviço e muito mais.

Biscoint na BITCONF
Biscoint estará presente na 7ª BITCONF

“É a maior conferência sobre Bitcoin, criptomoedas e Blockchain do Brasil. Esperamos receber mais de 1.500 pessoas nesta edição. É uma grande oportunidade de conhecer mais sobre o assunto e fazer networking com pessoas desse mercado.”

Criador do evento, Wladimir Crippa é também criador do maior grupo de Bitcoin no Facebook, o BITCOIN BRASIL ORIGINAL.

A Bitconf conquistou o mundo cripto brasileiro e atrai pessoas de todas as regiões do país. Segundo Wladimir Crippa, idealizador do evento, a Bitconf é a maior conferência sobre Bitcoin, Criptomoedas e Blockchain do Brasil. São esperadas mais de 1.500 pessoas em 2019

PALESTRAS

Este ano, segundo a organização, estão previstas várias palestras de autoridades do assunto, incluindo estrangeiros.

Na edição deste ano estão previstas mais de 80 palestrantes, distribuídos em 3 palcos. Um palco com conteúdo para iniciantes, um palco principal no anfiteatro com os principais palestrantes brasileiros e internacionais e um terceiro palco na área de exposição.

Alguns dos palestrantes são: Fernando Ulrich, um dos maiores especialistas em criptoativos do Brasil e analista-chefe da XDEX – empresa criada pelos fundadores da XP Investimentos – e Rafael Peregrino, autoridade em tecnologia e Linux. Entre os palestrantes estrangeiros está Sebastian Serrano, da corretora Ripio.

LANÇAMENTO SURPRESA DO BISCOINT NA BITCONF

O Biscoint marca presença na Bitconf desde a quarta edição, em 2016. E nesta sétima edição não poderia ser diferente.

Além disso, nos dias 4 e 5 de maio, o Biscoint anunciará e apresentará uma novidade que vai sacudir o mercado de bitcoin brasileiro.

Será lançado um novo serviço que será agregado ao portal e que está sendo desenvolvido para facilitar a compra de bitcoins. Aguarde! E não conta pra ninguém. Brincadeira, conta sim!

NÃO PERCA

Veja abaixo informações sobre o evento e saiba como participar.

7ª BITCONF – REBOUÇAS – SÃO PAULO / SP

A 7ª Bitconf acontecerá nos dias 4 e 5 de maio (sábado e domingo, respectivamente) no Centro de Convenções Rebouças. O espaço fica no número 600 da Avenida Rebouças em Pinheiros, São Paulo.

Para adquirir seu ingresso ou saber mais sobre o evento, acesse este link.

Read more

JPMorgan lança criptomoeda JPM Coin

Após duras críticas ao bitcoin e às critpomoedas baseadas em blockchain a J. P. Morgan lança a JPM Coin.

Um banco “Contradição”

“Bitcoin não vai sobreviver”. “Bitcoin não vai a lugar nenhum.” “Bitcoin é uma fraude.”

Todas essas frases são citações proferidas pelo CEO da J.P.Morgan, Jamie Dimon em entrevistas desde 2015. Hoje, dia 14 de fevereiro de 2019, ele anunciou a criptomoeda da J.P. Morgan, baseada em blockchain. Chamada de JPM Coin, ela faz o J.P. Morgan ser o primeiro grande e relevante banco a criar uma moeda digital.

O J.P.Morgan tem 220 anos (“com tradição”) é uma das instituições financeiras mais respeitadas no mundo. É também a terceira maior empresa com capital público do mundo de acordo com a Forbes.

No primeiro momento, a aposta de Dimon em criptomoedas pode parecer contraditória. No entanto, se olhar profundamente, notará que essa estratégia está, de certa forma, alinhada com o pensamento original dele – e da instituição.

O JPM Coin funciona de maneira parecida com uma stablecoin. É uma moeda que, embora acionada por blockchain, está ligada a um ativo – neste caso, o dólar. Ao invés de existir independentemente de moeda fiduciária, como o bitcoin, as JPM Coin (s) são convertidas em dólares americanos. Desta forma, elimina-se as repentinas oscilações de valor de outras criptomoedas, efetivamente.

Velocidade vs Privacidade

A proposta de valor do JPM Coin, ao contrário do Bitcoin, não está ligada à privacidade ou ao anonimato. O valor real da JPM Coin, neste momento, é a velocidade. Como Umar Farooq, chefe de iniciativas blockchain da J.P. Morgan, explicou à CNBC, a aplicação mais imediata da JPM Coin será em pagamentos internacionais.

Quando os investidores depositam dinheiro usando a estrutura bancária do J.P. Morgan, eles podem optar por receber criptomoedas (JPM Coin), que vão permitir a realização de transações em todo o mundo rapidamente – sem esperar mais pelas transferências eletrônicas.

O que esperar?

A JPM Coin é apenas a ponta do iceberg da blockchain no J.P. Morgan. Como Farooq diz, “As aplicações são francamente bastante intermináveis”. Isso sinaliza que o futuro da moeda baseada em blockchain, pelo menos no curto prazo, pode não estar no anonimato ou na separação dos governos.

Projetos como o da JPM Coin sugerem um futuro em que as stablecoins, com o apoio de governos e grandes instituições financeiras, podem ser os grandes ganhadores em criptomoedas.

De qualquer forma, para a comunidade das criptomoedas descentralizadas, a contradição é gratificante. Grandes instituições investindo em tecnologias de blockchain tornam as criptomoedas mais conhecidas. Portanto, é possível visualizar benefícios futuros para o bitcoin e as criptos originais.

Read more

Aceitação de Bitcoin - Biscoint

A aceitação de Bitcoin cresceu 702% de 2013 a 2018. Os dados são do CoinMap – ferramenta online de monitoramento de aceitação de criptomoedas – e foram divulgados pela agência de notícias NewsBTC.

As áreas que já se mostravam amigáveis ao uso do Bitcoin se tornaram mais fortes. Além disso, surgiram notáveis e agradáveis surpresas em relação ao Brasil e vizinhança: a América do Sul teve aumento dramático (veja abaixo).

Áreas com locais que aceitavam bitcoins como forma de pagamento em 2013.
Áreas com locais que aceitam bitcoins ao final de 2018.

Ryan Radloff, que é CEO da CoinShares, empresa de gestão de ativos digitais, tuitou as duas imagens. Ele mostrou o aumento do número de locais que aceitam BTC como método de pagamento.

Ele mostrou que o total de negócios amigáveis ao Bitcoin passaram de 1.789 (em 2013) para 14.113 (em 2018).

Como se vê na segunda imagem, anteriormente existiam poucos locais concentrados na Argentina, Chile e Brasil. Agora, em 2018, já é possível ver forte aceitação de bitcoin entre comerciantes locais da Colômbia, Equador e Venezuela – que passa por forte crise política e econômica.

O mapa mostra, também, que ainda existe muitas oportunidades em várias regiões, como África, Oriente Médio e China, para onde empreendedores podem virar suas atenções nos próximos anos.

Vale lembrar que aceitação não é o mesmo que adoção. Não é possível determinar quantas transações foram realizadas de fato. De qualquer forma, o aumento no número de locais amigáveis ao bitcoin é encorajador. Especialmente para os entusiastas do bitcoin.

Acesse biscoint.io para acompanhar o preço do Bitcoin em tempo real nas principais corretoras do Brasil.

Read more

3 dicas para comprar o seu primeiro bitcoin

Biscoint traz pra você neste artigo 3 dicas para comprar seu primeiro bitcoin e entrar de vez na era das criptomoedas.

Quando se fala em criptomoedas, ou moedas digitais, o principal nome que vem à tona é o do Bitcoin. Não simplesmente por seu pioneirismo, mas pelo seu valor de mercado, credibilidade e liquidez.

Todos os dias, centenas de brasileiros aderem ao conceito de blockchain e vários outros experimentam pela primeira vez adquirir seus bitcoins.

Se você ainda está na fase de aprendizado, começando a entender bitcoins ou ainda querendo ganhar mais confiança para investir em criptomoedas, leia estes artigos que a Biscoint preparou pra você.

Bitcoin para Iniciantes

Porém, se você já tomou a decisão de apostar nesse mercado, aqui vão 3 dicas para comprar seu primeiro bitcoin com segurança e maximizando as chances de lucro:

3 Dicas para comprar seu Primeiro Bitcoin

1) Faça as contas. Incluindo as taxas.

Sites de comparação e corretoras normalmente mostram os menores preços de bitcoin. Porém, ao final da transação são cobradas taxas que podem tornar o preço mais alto.

Nossa primeira dica é: Procure um comparador de preços que mostre os melhores preços reais, incluindo as taxas. Isso permite que você escolha o melhor preço real para comprar bitcoins.

2) Calcule com atenção quantos bitcoins você quer comprar.

Você sabia que dependendo do valor que você quer investir, a mesma corretora pode ter preços diferentes? A disponibilidade de transações (ordens de compra/venda) pode influenciar no preço que você está pagando ou recebendo. Além disso, as taxas podem variar dependendo do volume de dinheiro ou bitcoins que está sendo movimentado.

3) Escolha uma corretora confiável.

Desde que o bitcoin passou a ficar conhecido globalmente, várias outras criptomoedas foram surgindo. Por isso, é necessário ter atenção redobrada para não cair em golpes ou até mesmo em esquemas de fraude ao comprar e vender essas moedas.

Uma maneira de se prevenir, é realizar suas transações através de corretoras confiáveis. Elas possuem vários métodos e processos que evitam fraudes e minimizam riscos de perda.

Com o Biscoint, você resolve todos estes problemas em apenas um passo. Usar o comparador de preços Biscoint garante que você vai encontrar o melhor preço, porque ele inclui na conta as variações de preço, em relação à quantidade desejada, e todas as taxas que as corretoras cobram. Além disso, você terá acesso a uma lista com as maiores e melhores corretoras do país, tornando o processo ainda mais seguro.

Acesse agora: www.biscoint.io

Read more

A princípio, saiba que existem maneiras fáceis e rápidas de comparar o preço do bitcoin.
Por isso, resolvemos facilitar a sua vida e contribuir para que você entenda a utilizar um comparador de preços do Bitcoin. Assim sendo, fique de olhos abertos nas dicas infalíveis do Biscoint. Continue a leitura e aprenda conosco! 

Comparando Preços do Bitcoin com Assertividade

Antemão, você já pensou como seria incrível acompanhar e comparar o preço do bitcoin em todas as principais exchanges brasileiras? Do mesmo modo, o comparador de preços te ajuda a entender quanto vale 1 bitcoin em reais brasileiros, ou em qualquer outra moeda fiduciária que desejar. Além disso, um comparador de preços ajuda você a tomar a melhor decisão na hora de comprar ou vender bitcoins. Imediatamente, entenda como a ferramenta é muito útil, acompanhe conosco e perceba.

De fato, um comparador de preços do bitcoin é essencial para quem precisa tomar decisões rápidas e racionais. Contudo, nós do Biscoint, resolvemos listar as melhores dicas de como comparar o preço do Bitcoin em tempo real. Como foi dito, as dicas são essenciais, lembre-se, recomendamos que leia com atenção e compartilhe com seus amigos se achar conveniente. Eventualmente, você precisará se aprofundar mais e descobrir como o mercado de ativos digitais possui suas especificidades. Vamos lá! Antes de começar, queremos alertar algumas coisas. 

Dicas Infalíveis de Trading Inteligente  

  • tenha a estrutura necessária e diversifique sua carteira
  • disponibilize tempo na agenda e crie uma rotina
  • estude análise gráfica e estatística
  • entenda todos os custos envolvidos nas transações
  • cuidado com as informações que você consome

Assim sendo, vamos entender como comparar os preços do bitcoin! Se você já aplicou as nossas dicas infalíveis para trading inteligente, acompanhe agora e aprenda a comparar o preço do Bitcoin com total comodidade. Nós do Biscoint, acreditamos que é importante você estudar sempre e se aperfeiçoar para agir com mais segurança. Enfim, acompanhe sempre os conteúdos que separamos e saia na frente. Let’s go! 

7 Dicas Sobre Comparar o Preço do Bitcoin

  1. Entenda o índice USTD e Spread
  2. Compreenda os valores das taxas e comissões das corretoras
  3. Utilizando o Biscoint, clique na linha da corretora e visualize mais detalhes
  4. Busque estudar os mercados/corretoras e se realmente são confiáveis
  5. Decida o valor de compra/venda e compare em tempo real
  6. Analise suas escolhas e estude a melhor forma de agir
  7. Atue em prol de obter sucesso e atente-se aos gráficos (TradingView é uma ótima opção).

Agora sim, você poderá comparar os preços do bitcoin com assertividade. Antes de mais nada, somos muito gratos se você acompanhou as dicas até aqui. Em suma, espero que tenha gostado, e jamais deixe de acompanhar o Blog do Biscoint. Dessa forma, você poderá aprender bastante sobre o mercado de criptomoedas e agir com mais assertividade para multiplicar seus ativos digitais. Concluindo, se você gostou das nossas dicas…

Acompanhe o Biscoint na web:

Facebook  | Twitter  | Google Play Store  | Youtube

 

Read more

O que é o Soft Fork e Hard Fork do Bitcoin?

Se você quer começar a investir no mundo das criptomoedas, há dois termos que precisa conhecer: soft fork e hard fork. Eles aparecem com certa frequência nesse meio e consistem em bifurcações. Mas o que isso significa na prática no mundo dos bitcoins (BTC’s)?

Basicamente, um fork é o momento em que há uma divisão na cadeia de blocos, a blockchain. Essa separação pode ser uma atualização ou uma mudança. Em qualquer um dos casos, é preciso entender como as transações são efetuadas na rede e de que forma são interligadas.

É por isso que vamos explicar melhor esse assunto. Então, entenda hard fork e soft fork do Bitcoin a partir de agora. Vamos lá?

O que é o fork?

Você já deve saber que o funcionamento e a operação dessa cadeia na rede do Bitcoin depende de três agentes:

  • usuários: realizam as operações da criptomoeda pelos mineradores;
  • mineradores: são computadores ou agentes que validam as transações e as inserem em um bloco, que posteriormente será validado;
  • nós (nodos): consistem nas máquinas que escaneiam e armazenem os novos blocos no intuito de anexá-los à cadeia, que é descentralizada e está em atualização constante.

Nesse processo, o nó somente aceita um bloco se as operações forem válidas e não houver duplicidade. Além disso, cada um dos nodos tem informações específicas, que não precisam ser constantemente iguais.

Esses nós que contêm novos blocos estão em uma espécie de competição em prol de formar uma nova blockchain. No momento em que encontrar uma cadeia maior em outro nodo, ela é automaticamente baixada, acrescenta um novo agrupamento e pode propagar o comportamento entre outros nós da rede do sistema Bitcoin, por exemplo.

É aí que pode surgir um soft fork ou hard fork. Ele indica que há dois nomes diferentes que desejam agregar as validações de uma mesma cadeia. A questão pode ser solucionada e geralmente é derivada de duas situações pontuais:

  • inconsistências temporárias entre as versões da cadeia de blocos;
  • alterações de função do desenvolvimento da plataforma.

A convergência costuma resolver o problema, sempre com a adição de mais blocos a uma das ramificações do fork. A maior cadeia tende a vencer.

Soft fork vs. hard fork: o que significam?

Iremos explicar pra você o que é isso que pode ocorrer com o Bitcoin (e outras criptomoedas). A explicação anterior focou no que acontece na prática se surgir a necessidade de um fork. Em outras palavras, essa bifurcação aparece quando há uma alteração das regras de consenso da rede da Blockchain. Porém, quais são as características de cada uma dessas modalidades? Listamos abaixo. Confira!

Hard vs. Soft Fork

O soft fork se refere às modificações que restringem as diretrizes aplicadas pelos nós. Nesse caso, há compatibilidade com versões mais antigas.Um exemplo é a modificação do tamanho do bloco, de 1Mb para 0,75Mb. Essa é uma regra mais restrita. Assim, os blocos minerados por nodos de 0,75Mb são aceitos por aqueles que usam a norma anterior.

Os mineradores precisam atualizar a plataforma, mas os usuários continuam a trabalhar normalmente. Já o hard fork é uma modificação que diminui a restrição das diretrizes aplicadas. As regras são flexibilizadas, o que faz um bloco anteriormente considerado inválido se tornar ativo. Continue conosco e entenda de uma vez por todas o que é soft e hard fork.

É o caso de um bloco de 1Mb, que teve seu tamanho alterado para 2Mb. Nesse contexto, os blocos minerados por nós com software de 2Mb não são aceitos pelos nodos que ainda estão desatualizados. Aí existe uma incompatibilidade. Agora, você deve estar se perguntando: o que isso influencia nos meus investimentos? A resposta está em seguida.

Qual o cenário de possível hard fork do bitcoin em 2018?

Tanto o soft fork quanto o hard fork podem ser validados a partir de um consenso. Quando este for geral, permanece uma moeda única. Se a situação for outra, é criada uma criptomoeda diferente com um blockchain separado.

Dois exemplos são o hard fork Bitcoin Cash — ou BCH hard fork — e o Bitcoin Gold. O primeiro é uma bifurcação da cadeia atual. Ela mantém os registros anteriores, mas é incompatível com as propostas de UASF e SegWit2x.

Na prática, a BCH é a continuação do projeto bitcoin no modelo de criptomoeda peer to peer.
O hard fork de 2018 foi anunciado em maio, com a permissão de maiores tamanhos de transações de um bloco e outras correções. Já o Bitcoin Gold que é outra criptomoeda, cuja expectativa é ser uma reserva de valor melhor que o BTC.

Quando será o hard fork Bitcoin Gold? Seu lançamento foi feito em novembro de 2017, mas ele ainda não mostrou seu potencial. Sofreu um ataque DDoS logo no lançamento e, por isso, apresentou um resultado aquém do esperado. Assim, fica claro que o hard fork do Bitcoin pode representar uma boa oportunidade no mundo das criptomoedas. Mas é preciso ficar atento no mercado e buscar evitar problemas.

E você, gostou de entender mais sobre o assunto? Saiba mais sobre bitcoins curtindo nossos perfis nas redes sociais! Estamos no Twitter e no Facebook.

Read more

Widget de preço do Biscoint

Use o widget do Biscoint para deixar seu público informado sobre o melhor preço de Bitcoin no Brasil em tempo real.

Seu público foi mordido pelo bichinho das criptos, e dá umas escapadas do seu site pra ver o preço do Bitcoin em outro lugar? Que tal então mantê-los cativos, dando a eles o melhor preço do Bitcoin no Brasil em tempo real?

Com a inclusão de um código simples, você embute um mostrador de preços no seu blog ou site, ou até mesmo no meio de um blog post como fizemos abaixo:


Quem usa WordPress ainda conta com a conveniência de um plugin que torna trivial a inclusão do widget do Biscoint. É só baixar o arquivo .zip da última versão e instalar o plugin no seu WordPress, e uma nova opção vai aparecer na sua seção de Widgets, como se vê abaixo:

E mais, o plugin, além de gratuito, é open-source. Acesse a página do plugin no GitHub para instruções mais detalhadas de uso.

Read more