Após criticar o Bitcoin, JPMorgan lança criptomoeda JPM Coin

JPMorgan lança criptomoeda JPM Coin

Após duras críticas ao bitcoin e às critpomoedas baseadas em blockchain a J. P. Morgan lança a JPM Coin.

Um banco “Contradição”

“Bitcoin não vai sobreviver”. “Bitcoin não vai a lugar nenhum.” “Bitcoin é uma fraude.”

Todas essas frases são citações proferidas pelo CEO da J.P.Morgan, Jamie Dimon em entrevistas desde 2015. Hoje, dia 14 de fevereiro de 2019, ele anunciou a criptomoeda da J.P. Morgan, baseada em blockchain. Chamada de JPM Coin, ela faz o J.P. Morgan ser o primeiro grande e relevante banco a criar uma moeda digital.

O J.P.Morgan tem 220 anos (“com tradição”) é uma das instituições financeiras mais respeitadas no mundo. É também a terceira maior empresa com capital público do mundo de acordo com a Forbes.

No primeiro momento, a aposta de Dimon em criptomoedas pode parecer contraditória. No entanto, se olhar profundamente, notará que essa estratégia está, de certa forma, alinhada com o pensamento original dele – e da instituição.

O JPM Coin funciona de maneira parecida com uma stablecoin. É uma moeda que, embora acionada por blockchain, está ligada a um ativo – neste caso, o dólar. Ao invés de existir independentemente de moeda fiduciária, como o bitcoin, as JPM Coin (s) são convertidas em dólares americanos. Desta forma, elimina-se as repentinas oscilações de valor de outras criptomoedas, efetivamente.

Velocidade vs Privacidade

A proposta de valor do JPM Coin, ao contrário do Bitcoin, não está ligada à privacidade ou ao anonimato. O valor real da JPM Coin, neste momento, é a velocidade. Como Umar Farooq, chefe de iniciativas blockchain da J.P. Morgan, explicou à CNBC, a aplicação mais imediata da JPM Coin será em pagamentos internacionais.

Quando os investidores depositam dinheiro usando a estrutura bancária do J.P. Morgan, eles podem optar por receber criptomoedas (JPM Coin), que vão permitir a realização de transações em todo o mundo rapidamente – sem esperar mais pelas transferências eletrônicas.

O que esperar?

A JPM Coin é apenas a ponta do iceberg da blockchain no J.P. Morgan. Como Farooq diz, “As aplicações são francamente bastante intermináveis”. Isso sinaliza que o futuro da moeda baseada em blockchain, pelo menos no curto prazo, pode não estar no anonimato ou na separação dos governos.

Projetos como o da JPM Coin sugerem um futuro em que as stablecoins, com o apoio de governos e grandes instituições financeiras, podem ser os grandes ganhadores em criptomoedas.

De qualquer forma, para a comunidade das criptomoedas descentralizadas, a contradição é gratificante. Grandes instituições investindo em tecnologias de blockchain tornam as criptomoedas mais conhecidas. Portanto, é possível visualizar benefícios futuros para o bitcoin e as criptos originais.

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*